quarta-feira, 12 de março de 2008

Informação demais é anti-informação?

Percebe-se que nunca houve tamanha oferta de informação, visões diferenciadas de um mesmo tema e possibilidades de aprofundamento em qualquer assunto.
Porém, ao mesmo tempo, percebe-se um "saco cheio geral", motivado pelo total desânimo em procurar e pesquisar informações sobre qualquer tema.

Leia mais aqui, em meu novo blog. >>>

10 comentários:

  1. Uhuuuuuuuuuuu mando bem em Prof...
    Voltanto a atividade aqui no blog..
    Bem realmente as coisas são como são, pensando bem em alguns meses atrás onde a web 2.0 teve sua enfase maior, muitas pessoas pensavam " Ai que negocinho legal né, vamos brincar" e cada notícia nova era motivo de festa e foliões, com o passar do tempo muitas dessas pessoas viram que tudo não é só festa, que existe um trabalho árduo por trás de tudo isso, ai foi quando a Web 2.0 deu uma adormecida.. é só parar e pensar..os blog's e sites da Era 2.0 estão como se fosse em uma sociedade...tipo você não conhece o blog do seu vizinho, mas conhce o Jacaré Banguela ou o Luli, você não conhece o Blog do seu amigo de escola ou trabalho, mas conhece o Techbits ou Interney..então é essa sociedade que falo... o pessoal com mais preguiça de procurar já vai diretamente aos mais conhecidos...
    (Eu não tenho nada contra ..quero deixar bem claro, tbm assino feed's dos caras) Mas não me limito a só isso entende, pois se não a Web se tornará uma sociedade "Amiga" de informações e tudo isso pela preguiça de se estudar ou procurar mais.
    E tbém sobre casos de pessoas que não estão nem ai para estudar ou pesquizar e querem fazer parte do bolo "legal"..

    Se vc pensa que a Web é uma festa..sim vc está certo, mas vc que é usuário, se vc pensa em trabalhar com Web e pensa que é uma festa ...é melhor rever seus conceitos ¬¬)

    Te + Prof

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pelo artigo Fábio. E obrigado pelo link para o artigo do Peter Drucker.
    Não concordo muito com a idéia de que "informação demais é anti-informação". O problema real é mesmo a baixa escolaridade que gera seres de mente pequena. Quando digo baixa escolaridade não me refiro a analfabetos e sim aos detentores de diplomas que apenas o detêm e cujo único uso que fazem dele é como adornamento de ambientes em forma de quadro.
    Lembro-me de um grande professor da minha universidade pública que tinha a fama de ser exigente, carrasco e louco. O que mais assustava meus colegas era o fato dele ser exigente. Nossos universitários, em sua maioria, estão desinteressados na faculdade. Querem apenas terminar o curso, receber o diploma e fazer qualquer coisa depois. Remeto você agora ao artigo desse professor intitulado "Analfabetismo funcional de terceiro grau" que explicita melhor a situação atual a que me referi.
    Mais uma vez, obrigado por partilhar seu ponto de vista.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Voltando para me desculpar por ter trocado seu nome pelo do Fábio que comentou antes de mim. Foi a emoção da leitura heheh.
    E voltando também para dizer que o artigo a que me referi me foi indicado pelo tal professor e não é de sua autoria.
    Agora sim não há mais o que corrigir!

    ResponderExcluir
  5. Fábio,
    Sim, entendo perfeitamente o que quer dizer! ;-)
    A busca pela melhoria é grande e contínua!

    Obrigado por "voltar"!


    Abração!

    ResponderExcluir
  6. Paulo,
    Agradeço seus comentários e sua presença por aqui!
    Vou ler o artigo sugerido, pode ter certeza!
    Concordo com muito do que disse, principalmente sobre a "falta de ânimo" de muitos universitários!

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  7. direto do iPhone!!

    ResponderExcluir
  8. opaaa prof...

    muito bom o post
    pode ser que esteja enganado
    mas penso o seguinte a internet realmente gera muita informação sobre qualquer assunto, em menos de 10 minutos você tem o que quiser ali natela do seu computador.
    Porem devemos avaliar que são poucas as pessoas que utilizam dessas informações, muitas pessoas usam a internet no caso de um modo não diria errado, mas sim invalido, a maioria das pessoas que ficam "on" o di inteiro normalmente ficam fazendo "coisas" sem validade como projetos de design de interação(orkut, msn entre outros *é uma lista grande).
    e assim toda aquela informação fica meio que sem uso, ja que poucas pessoas a utilizam

    acho que é isso.....devo ter fugido bastante do assunto...

    é isso
    até sábado...

    ResponderExcluir
  9. Diogo,
    A estrada é uma só, agora os caminhos... Completamente diferentes, baseados, especialmente, na busca interna de cada ser humano.

    Um abraço!

    ResponderExcluir